Templates da Lua

20090307

As costas que carregavam o mundo.



Enquanto carregava o mundo em minhas costas,
como resposta,todas as águas do oceano
escorriam pelo meu ombro direito,
prosseguiam como um leito
por toda as minhas costas,
que carregavam o mundo inteiro.
E minha coluna do meio, percebia
o quanto a água do mar que lhe escorria
se fazia tão fria quanto liquida,
tão esquia quanto tímida.

Em meus ouvidos,
podia se ouvir o grito de toda uma multidão.
O desespero de cada um que nesta hora
era engolido pelo chão.
Ao meu ombro esquerdo,
já percebia que faltava o ar entre os dois pulmões.
A poluição se misturava com as águas
sujas e perigosas
ao correrem por minhas costas
puras e milagrosas.

Eu, com minhas costas, carregava o mundo.
E mudo, tirava forças do futuro
Aproveitando os tijolos que estavam para fora do muro
Bebia o solo da força da terra.
Em meio aos leões tornei me uma fera.
Agora, só a vida já não me basta
A felicidade é só daquele que acha
A maneira exata de derrubar todas essas muralhas.
Jogar o mundo pro alto.
Descansar as suas costas.



Vinicius Ribeiro.