Templates da Lua

20081223

Uma visão de muitas águas.


Naquele dia enfim percebi, mais uma vez.
As águas que jorravam pelo velho jardim.
Escorriam o dia inteiro
Saiam do meu espelho,
superavam cada vivo anseio
e me carregavam com as suas águas.

Seguiam inundando todo o quarto.
E eu já um tanto farto
por elas deixei me ser guiado.
Pelo o caminho que a frente me era mostrado.
Dividiam se pelas beiras
e seguiam sempre ao meu lado.

Jamais paravam o seu curso,
Continuavam com o discurso
de molhar a terra,
do mar subir a serra
Inundar o mundo,encobrir tudo
e transformar a vida em água

Vi que pra mim já não restava nada.
E no fim,
por elas deixei me ser levado.
Até o outro lado
do fundo do lago.


Vinicius Ribeiro.