Templates da Lua

20110421

Jeudi



Que sejais pra sempre minha outra metade
Desenhando nossas vidas com as cores de ontem á tarde
Debruçamos em janelas e costelas, deitados na cama
Hoje e pra sempre eu te amo!
Psicodelismo das torneiras abertas nessa tarde de quinta
Por isso convidamos o sol
pra que sejas sempre nosso velho melhor amigo
Aflito eu esperava até depois das nove da noite
Vespertino estado de espírito
Colírios de anjos para olhos abertos por teu brilho.

Mais de vinte anos te criando na imaginação
Inclusive em noites que no céu não havia estrelas
Do diabo ao Buda. Do inferno ao limbo
Até chegar ao Paraíso!
Existencialismo nas pirâmides apontam para o sol do meio dia
Por causa disso ensaiamos nossos partos
e glorificamos tal apociáse
Estava escrita na bíblia:
“O sol não te molestará de dia nem a lua enquanto à noite”
Estarei sempre contigo, aonde queres que fostes.

No conceito filosófico que carrega em si a essência de tudo
Esse sentimento honesto, que injeto direto na veia
Gotas de sangue desenham poemas e pensamentos nesse chão
No qual caminho, apoio toda a minha vida!
Surrealismo no subconsciente enquanto eu falo dormindo
Por conta disso bebemos nossas lágrimas
misturadas ao doce sabor do vinho
Expressionismos nos lençóis
defendem teses sobre toda a nossa história
Enquanto esquecemos de todo aquele sóbrio mundo lá fora.



Vinicius Ribeiro.