Templates da Lua

20100907

Caminho da Mão Direita.



Os quadros em suas paredes são visões da alma de um sonhador.

Às vezes escutava trovões em baixo d’água
E ondas que quebravam se no céu.

Sabe se de pensamentos infinitos
Mas seu instinto
Cerca os com muros de concretos
Tetos abertos, cobertos em rachaduras.
De duvidas, lutas,
Resquícios de tantas vidas nulas.

Trabalha se até o fim do dia
Mas o coração não bate
Você late, roe o osso
Pede esmolas!
Cai no buraco dentro do seu próprio bolso.

Eu torço por uma vida menos ordinária
Mas a carne ainda não aprendeu a cortar a navalha.
Se espalha entre lençóis, girassóis, anzóis e iscas
Pistas sobre o pensamento perdido
Invertido no subconsciente
Assim como em um estado vegetal
Já quase adormecido.

Então fecha se os olhos
E aquece o pensamento
Do assassinato de velhas idéias
Os tolos e errôneos conceitos.

Eu leio o que tu dizes
e Haja trabalho,
abundante trabalho mental
afinal necessidades criam ação,
e as ações provocam resultados
Libertam se os escravos.
Planta se um jardim para dentro
E colhe se florestas e histórias.

Precisa ser sólido.
Enxergar o fim,
Mesmo antes de escrever o começo.
O berço, humanidade e pensamento.
Galerias dos quadros mentais.

"o Verbo que habita em nós"

E o poder criativo.

O desenvolvimento individual será essencial para a iluminação do coletivo.



Vinicius Ribeiro.



93.