Templates da Lua

20120328

Sete vezes Amor.


Ah, essas ruas conhecem as nossas histórias!
E vez pós outra iluminara os postes
Tão forte e reinventamos a vida.
Tapete vermelho sobre o asfalto
Cada passo em mim tornara se eterno.
Só quero o que fora antes impossível
O paladar de tuas nádegas de anjo humano
Psicodelia como nas melhores canções sessentistas.
Loucura e ousadia.
Beija meu nome,
Eu era a vossa sombra
Como vós meu guarda chuva
Liberdade em todos os aspectos
...e sentidos...
De repente tudo nos fora permitido!
Ao despertarmos entre novos paraísos
Agora, tínhamos tudo que precisávamos
Nossa testemunha a fumaça do cigarro ...
Claro que abríamos todas as janelas;
Conversamos nas praças
E os conceitos que amplificávamos.
Fora o tempo que passava sozinho
Embora fosse eu o sujeito escondido.
Ainda era dia enquanto saíamos de casa
Sempre voltávamos tarde
Agora tudo se encaixa.




Vinicius Ribeiro.