Templates da Lua

20110403

Poesia discreta de domingo bucólico...



Estrela de prata!

Saudade acumulada espirra para todos os lados
Contemos aos anjos a experiência do abismo
e suas asas derramadas
Vermelho azul, verde amarelo berrante

Próximo distante, grita mas não arde
Na insalubridade de domingo à tarde
Cogumelos que brotam na parede dos quartos
E suicídios coletivos coloridos no aquário

O Paraíso ou Las Vegas?

Sabes que sou o ultimo romântico que cabe na Terra
Poesia concreta de domingo insólito?
Apostólico e profano
Digam frases soltas emprestadas ao abandono

Bêbado de sono me entrego á poesia
A poesia secreta de domingo inóspito!
Um dedo de conhaque e dois braços de vinho
Caminho, desço e subo diversas escadas

Movem se dispersas na aurora dourada.



Vinicius Ribeiro.