Templates da Lua

20081212

Antes de dormir.


No fim da noite
Só a música me acompanha
Até sinto o colchão que me arranha
Mas o meu corpo já nem mesmo estranha.

No fim da música
Só a noite me estranha
Até sinto o colchão que me acompanha
Mas o meu corpo já nem mesmo se arranha.


A melodia vem trazer a nostalgia
abraçando o ritmo e a harmonia.
Mesmo sem precisar de aquarela e pincel,
a música pinta seu retrato artisticamente fiel
Passeia pela mente... E se reflete através da letra,
Se ajeita para ultrapassar a barreira do compreensível,
atingir o inatingível, de maneira incrível.
Sempre chegando e nunca de partida.
Se habilita a expressar o inexplicável,
explicar o inexpressável...
Se viável a musica se cala!
Reuni os sons que movem as nossas velhas emoções
De todas as intenções. Mocinhos e vilões.
A música desconhece nossas pálidas razões
Se junto com ela rompemos mais esta única noite
Nos esquecemos de dormir...
Só para mais esta última música ouvir.

Vinicius Ribeiro.